Notícias

Perguntas e Respostas - Acesso à Informação

1 - É NECESSÁRIA LEI ESPECÍFICA PARA GARANTIR O ACESSO?

Sim. Diferentes leis promulgadas nos últimos anos ampliaram a interação entre o Estado e a Sociedade, mas a aprovação da Lei de Acesso a Informações foi necessária para regulamentar obrigações, procedimentos e prazos para a divulgação de informações pelas instituições públicas, garantindo a efetividade do direito de acesso. Ao estabelecer rotinas para o atendimento ao cidadão, organiza e protege o trabalho do servidor.   

 

2 - TODA INFORMAÇÃO PRODUZIDA OU GERENCIADA PELO GOVERNO É PÚBLICA?    

Seminário "Governo e cidadão sob um novo paradigma: teorias e práticas da Lei de Acesso à Informação"

Seminário "Governo e cidadão sob um novo paradigma: teorias e práticas da Lei de Acesso à Informação" na UFES/Vitória, a se realizar no dia 19/06/2013 às 18:00 h no Auditório Manoel Vereza / CCJE (Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras, Vitória - ES).

A programação é a seguinte:

18:00 h
Abertura - Vice Reitora Profª Maria Aparecida Barreto

Alteração da Presidência da Comissão Própria de Avaliação (CPA)

De acordo com a Resolução Nº 63/2012, a partir de dezembro de 2012 o representante da Pro-reitoria de Planejamento (PROPLAN / UFES) passa a ser o presidente da Comissão Própria de Avaliação (CPA), em substituição ao Ouvidor Geral.

Base oceanográfica de Aracruz recebe visita de Capitão-de-Mar-e-Guerra da Capitania dos Portos

28 de Março de 2013 - 12:11
Por Ana Paula Vieira

A base oceanográfica da Ufes no município de Aracruz recebeu nesta quarta-feira (27) a visita do capitão-de-Mar-e-Guerra da Capitania dos Portos do Espírito Santo, Marco Antonio Ismael Trovão de Oliveira.  

Portaria nº 1.329 de junho de 2012 - Autoridade de Implantação e Monitoramento da LAI

Esta portaria designa o Prof. Dr. Ricardo Roberto Behr a exercer as atribuições de assegurar o cumprimento das normas relativas ao acesso à informação, de acordo com a Lei nº 12.527/11 (Lei de Acesso a Informação).

RECOMENDAÇÃO Nº 02/2008

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Espírito Santo decidiu, por unanimidade, RECOMENDAR a todos os docentes desta universidade para que não emitam declarações de nenhuma espécie diretamente aos discentes. Tal atribuição é de responsabilidade somente dos órgãos competentes.

Para maiores informações, veja o arquivo em anexo.

Comissão Permanente de Avaliação de Documentos Sigilosos da Universidade Federal do Espírito Santo (CPADS/UFES)

O Magnífico Reitor da Universidade Federal do Espírito Santo Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte no uso de suas atribuições instituiu a Comissão Permanente de Avaliação de Documentos Sigilosos da Universidade Federal do Espírito Santo (CPADS/UFES), através da Portaria Nº 2.177 de 25 de setembro de 2012.

Demandas à Ouvidoria Geral

As demandas encaminhadas para a Ouvidoria podem ser feitas por telefone - 027 - 33352209 /4009 -2209, por email - ouvidoria [at] reitoria.ufes.br  ou em formulário preenchido na sala 05 do Centro de Vivência.

 

Resoluções: Acadêmicas e administrativas, porque conhece-las?

Diz o ditado popular" quem não sabe de onde vem não sabe para onde vai".


Durante o breve período de quatro a cinco anos de curso na UFES,o aluno tem nas resoluções acadêmicas e administrativas (daocs.ufes.br) as bases e diretrizes de sua conduta, iniciando com calendário acadêmico até o requerimento de colação de grau ou jubilamente.

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação
Dados abertos

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910